TRADUTOR

quinta-feira, 19 de maio de 2022

MÊS DE MAIO, MÊS DE MARIA

 UMA NOSSA SENHORA PARA CADA DIA.

Vamos conhecer hoje a história de NOSSA SENHORA DAS LÁGRIMAS.
História
Na cidade de Siracura, localizada na Sicília, nos dias 29, 30 e 31 de agosto e 1° de setembro, uma pequena imagem de Nossa Senhora derramou uma grande quantidade de lágrimas, um acontecimento que foi observado por várias pessoas, incluindo autoridades da igreja.

Antonina Iannuzo, após rezar perante sua imagem de Nossa Senhora, reparou que dos olhos da imagem saíam lágrimas em abundância. A princípio, ela pensou que fosse ilusão, mas sem demora seu marido e alguns parentes também testemunharam o acontecimento.

A imagem chorava em tamanha intensidade que suas lágrimas escorriam por sua face. E rapidamente a notícia se espalhou, sendo que em pouco tempo já havia pessoas sabendo do ocorrido em toda a Europa. O número de viagens de trem para Siracusa foi quintuplicado, e inúmeros viajantes reservavam passagens de avião com semanas de antecedência. Mesmo com as altas temperaturas do verão italiano, a quantidade de turistas só aumentava. Carros, ônibus e outros veículos lotavam as estradas rumo à Siracusa.

Os estudiosos em química Leopoldo La Rosa e Francisco Cotzia foram os responsáveis por analisar 1 cm³ das lágrimas e comprovaram: “O líquido revela a mesma composição e a mesma densidade das lágrimas humanas”.

Na edição de 21 de dezembro de 1953 do jornal L`Osservatore Romano foi publicada a seguinte notícia: “Os bispos da Sicília, reunidos ontem para a costumada Conferência em Magheria (Palermo), ouviram amplo relato de dom Heitor Baranzini, arcebispo de Siracusa, relativo às lágrimas da imagem do Coração Imaculado de Maria repetidas viárias vezes nos dias 29, 30 e 31 de agosto e 1º de setembro deste ano (1953), em Siracusa (Via degli Orti, 11), e, ponderados atentamente os relativos testemunhos nos documentos originais, concluíram de modo unânime que não se pode duvidar da realidade da lacrimação.”

Os milagres
O primeiro milagre atribuído à imagem, foi o que agraciou Núnzio Vinci, operário de 49 anos, que era portador de uma artrite deformante e foi curado pelas lágrimas da imagem.

Dai pra frente inúmeros milagres aconteceram. Os enfermos eram conduzidos a uma praça de 100 metros quadrados diante da pequena imagem exposta em uma reentrância. Ao longo de 18 horas por dia, padres e religiosos se alternavam levando objetos para tocar na imagem. Logo se formou o “Comitê da Virgem que chora” na casa da família Iannuzo com o intuito de analisar aqueles que receberam milagres. Foram analisados mais de trezentos casos de milagres realizados pela imagem.

A chamada “Madonina” das lágrimas recebeu milhares de cartas e telegramas suplicando e agradecendo graças recebidas. Foram destinados 3 milhões de libras para que fosse construída uma capela na praça de Siracusa onde fica a imagem.

Dom Baranzini, arcebispo de Siracusa, na companhia de todas as autoridades católicas da Província, realizou a celebração da santa missa, a céu aberto, na rua.

Oração à Nossa Senhora das Lágrimas
Comovido com o prodígio do derramamento de tuas lágrimas, oh! misericordiosíssima Virgem de Siracusa, venho hoje prostrar-me a vossos pés, e animado com uma confiança por tantas graças que tens concedido, venho a vós, oh Mãe de Clemência e de piedade, para abrir-vos meu Coração, para alojar em teu doce Coração de Mãe todas as minhas penas, para unir minhas lágrimas às vossas: as lágrimas da dor por meus pecados e as lágrimas das dores que me afligem.
Olhai-as, Oh Mãe querida, com rosto benigno e com os olhos de misericórdia, e pelo amor que tens a Jesus, dignai-vos consolar-me e escutar-me.
Por vossas santas e inocentes lágrimas dignai-vos conseguir-me de vosso divino Filho o perdão de meus pecados, uma fé viva e ardente, e a graça que agora, te peço...
Oh! Mãe minha, e esperança minha, em vosso Coração Imaculado e dolorido ponho toda minha confiança.
Coração Imaculado e dolorido de Maria, tende compaixão de mim.

Rezar a Salve Rainha...

Pesquisar este blog

Páginas